O mármore é uma rocha metamórfica proveniente do calcário, e dependendo da composição de seus minérios, pode apresentar variadas cores como rósea, branca, esverdeada ou preta.

A pedra recebe o nome de rocha metamórfica, porque é formada a partir da transformação físico-química sofrida pelo calcário a altas temperaturas e pressão. Isto exlplica porque as maiores jazidas de mármore se encontram em regiões de atividade vulcânica, e possuem a rocha matriz calcária.

O grau metamórfico juntamente com a composição química do mineral é que moldam a rocha, resultando em variadas cores e texturas.

O mármore é usado em decorações, na confecção de objetos ornamentais e esculturas, como a famosa estátua "Vênus de Milo", que foi esculpida no século II a.C. Pode ainda, ser usado em construções civis, na fabricação de objetos para uso domiciliar como pias, mesas e pisos.

No Brasil, as maiores concentrações de mármore estão no estado do Espírito Santo, que é o maior produtor de rochas ornamentais do país.

A História da mineração do Mármore, no Espírito Santo, surgiu com o início das atividades de fábricas de cimento, mas a utilização do calcário e sua mineração são desde 1878, quando era usado para a fabricação de cal, tijolos e telhas.

Os mármores mais usados no Brasil são o Travertino Romano e o Navona, que são importados da Itália, porém o Travertino Nacional, ou Bege Bahia, é muito similar e bem mais barato.