Localizado na divisa da Argentina com o Chile, o lago General Carrera é considerado o mais profundo da América do Sul, com as águas azuis, e possui cavernas de mármore que parecem esculpidas a mão.
 
Entre tantas belezas naturais que existem na Patagônia, as Cavernas de Mármore se destacam pela sua mescla de cores que variam do branco, azul claro ao rosa.
 
Situadas no lago General Carrera, as Capelas de Mármore, como são conhecidas, são um conjunto de túneis criados dentro de uma enorme pedreira, com cerca de 980 quilômetros quadrados de superfície e mais de 200 quilômetros de extensão.
 
Localizado na divisa do Chile com a Argentina, o Lago possui um nome em cada país. Em território argentino, ele é conhecido como "Buenos Aires" e no Chile, como "General Carrera". Se não fosse a temperatura média de 9ºC, as suas águas azuis turquesa poderiam ser confundidas com o mar do Caribe.
 
Considerado o lago mais fundo da América do Sul, com até 590 metros de profundidade, suas águas são de origem glacial, daí a explicação para um azul tão intenso. 
 
O lago é acessível por ambos os lados, mas até a década de 80 a única forma de chegar ao General Carrera era pela Argentina. Após a construção da Rodovia Austral, que liga o Chile de norte a sul, ao longo de 1,2 mil quilômetros, o acesso ficou bem mais fácil. 
 
As belas cavernas de mármore se formaram ao longo de 12 mil anos, e foram esculpidas pela erosão das águas e do vento na região. Dependendo da intensidade de ambos dentro de cada túnel, a sua cor e aparência se modificam, e quanto mais estiver exposta aos dois fatores, mais lisa e colorida será sua superfície.