Operar, avaliar, realizar e trabalhar com excelência, significa utilizar recursos da melhor maneira possível, para produzir resultados que vão além das expectativas alheias.

Em todas as empresas existe alguém com o discurso da "excelência" na ponta da língua, pois é preciso buscar a "excelência", atingir o nível da "excelência", fazer da "excelência" uma bandeira para conquistar a confiança dos clientes.

Excelência é um processo de aprendizado, e ainda que você não tenha atingido seus objetivos, a consciência de ter realizado o melhor, o permitirá aprender com a experiência para se tornar mais efetivo nos próximos desafios.

Obstáculos à conquista da excelência, costumam aparecer por conta da atitude defensiva dos empreendedores, que consideram mais importante ter razão do que ser efetivo, tornando impossível melhorar e aprender com as equipes. Assim, a busca da excelência se perde de vista escondida numa cortina de fumaça destinada a estabelecer o ganhador e o perdedor.

Nas empresas, se você não tiver capacidade de aceitar o fato de que as ideias estão condicionadas aos modelos mentais e, portanto, não se constituem verdade absoluta, dificilmente será capaz de entender que outras maneiras de interpretar a realidade poderão ser mais efetivas do que as suas.