São rochas metamórficas que tiveram suas estruturas modificadas por transformações de minerais, sob condições de mudanças de temperatura e pressão, resultando em padrões que se impõem pela beleza e diversidade de cores.
 
Os granitos exóticos são rochas ígneas, ou pegmatitos, comercialmente chamados de granitos. 
 
A maioria dos pegmatitos apresentam mineralogia semelhante ao granito, e mais raramente a outras rochas ígneas intrusivas de que sejam derivados. Apresentam em sua composição, quartzo, feldspatos e micas, mas paragéneses exóticas podem ocorrer também.
 
Os pegmatitos são importantes, porque frequentemente contêm outros minerais de terras raras e gemas como água-marinha, turmalina, topázio, fluorite e apatite, muitas vezes acompanhados por minerais de estanho e tungsténio, entre outros.
 
São formados a partir do magma, que arrefeceu muito rapidamente, às vezes em poucos dias. Por razões ainda não bem compreendidas, esta rocha consegue desenvolver grandes cristais, apesar do seu rápido arrefecimento. Isso acontece com a ação da água, que é muito importante em todas as reações cristalinas.
 
Por suas belezas marcantes, denotam luxo e requinte aos ambientes, com aspectos exclusivos e únicos, e caracterizam-se também, pela sua resistência, e são apropriadas para suportar grandes pesos.