Muito utilizadas nas construções desde a antiguidade, as pedras naturais dão elegância e charme extra para qualquer projeto. Verdadeiras jóias da natureza, podendo ser encontradas em muitos tipos e estilos, uma delas está chamando a atenção e ganhando evidência na arquitetura mundial: o Limestone.
 
Com todo o requinte e nobreza, garantido por uma pedra genuína, o Limestone é caracterizado por apresentar rusticidade natural, toque aveludado e pouco brilho.
 
Pedra calcária, é composta principalmente por calcite mineral e por porções de argila, areia e óxido de ferro, elementos que irão determinar sua tonalidade, porosidade e texturas.
 
O material pode ser encontrado em muitas cores, que variam dos tons beges claros e alaranjados, até tonalidades de cinza bem escuros, dependendo do local de onde a rocha é extraída.
 
Esse tipo de pedra é proveniente da Turquia/Espanha e pode ser encontrado também no Brasil, sobretudo, no estado do Ceará. Entretanto, o limestone brasileiro tem porosidade superior ao extraído na Europa, o que deixa a pedra mais suscetível a manchas e riscos.
 
Vantagens do Limestone
 
O limestone é frequentemente comparado com outros revestimentos, como o nanoglass e o silestone. Mas, ao contrário desses exemplos, não se trata de um material sintético, e sim de uma verdadeira pedra extraída da natureza.
 
Por sua beleza e características, pode ser empregado tanto em ambientes internos quanto externos, como no revestimento de fachadas, na construção de muros e paredes, pisos, escadas, lareiras, soleiras, decks, peitoris, bordas de piscina, e costuma ser utilizado até mesmo na confecção de obras de arte.
 
O material é também bastante especificado em bancadas, já que não precisa de emendas, o que garante um acabamento requintado e elegante para essas peças.
 
Além disso, trata-se de uma rocha livre de metais pesados, ou seja, não agride o meio ambiente, com ótimo custo-benefício, sendo mais acessível do que outras rochas naturais.
 
Por sua durabilidade, efeito estético e tons neutros, trata-se de uma pedra atemporal, harmonizando com requinte em todos os estilos de ambiente.
 
O limestone pode receber inúmeros acabamentos, sendo eles:
 
– Natural ou bruto;
 
– Levigado: lixado com abrasivos até o acabamento ficar liso. Tem aspecto opaco, semipolido;
 
– Anticato: técnica que confere à pedra um aspecto envelhecido natural;
 
– Polido: acabamento plano, feito por meio de abrasão mecânica e polimento, o que resulta em superfícies lisas e de alto brilho.
 
Cuidados com o Limestone
 
Dada a sua porosidade, antes da instalação, é importante que o limestone seja limpo com um detergente específico para remover todo o pó e demais impurezas. Em seguida, antes de ser assentada, a pedra deve ser impermeabilizada dos dois lados, cuidado fundamental para reduzir a possibilidade de infiltração de resíduos, o que mantém a resistência natural da rocha sem alterar suas características.
 
Para manter o limestone sempre bonito, qualquer produto que possa manchar o revestimento, como ácidos, café, sucos de fruta e vinho deve ser limpo imediatamente. Não é recomendado deixar na superfície do material produtos que podem oxidar, como pregos ou palha de aço, ou arrastar móveis que possam riscar a pedra.
 
A limpeza do limestone é prática e fácil: basta um pano úmido, detergente e água.